28 - Transformadores de Corrente
 

O transformador de corrente, dito TC, é um transformador de instrumentação que possui o seu enrolamento primário (em série) conectado a um circuito elétrico e o seu enrolamento secundário conectado a bobinas de corrente de instrumentos elétricos (controle, medição ou proteção).

Geralmente, na prática, a corrente no secundário é menor que a corrente no primário, ou seja, o transformador de corrente é um "redutor de corrente" para níveis de instrumentação.

Exemplo: corrente: 2000 A - 5 A (relação de transformação). A relação nominal, neste caso, é 400:1.

Assim, para o TC, como todo transformador para instrumentação:

* não pode haver alteração na forma de onde e sua fase;

* deve-se providenciar o desacoplamento galvânico entre primário e secundário (isolamento do sinal de entrada com o sinal de saída).

28.1) Isolamentos:

* ar/papel;

* papel/óleo;

* resina;

* gás hexafluoreto de enxofre.


28.2) Classes de Exatidão:

a) CLASSE 1,2: 0,988 « FCR « 1,012;

b) CLASSE 0,6: 0,994 « FCR « 1,006;

c) CLASSE 0,3: 0,997 « FCR « 1,003.

OBS 1: FCR - fator de correção de relação (erro de amplitude);

OBS 2: quanto mais baixa for a classe do TC, mais caro será o equipamento.


28.3) Especificação da Exatidão/Carga:

Os TC's não devem introduzir erros se utilizados em conformidade com as especificações (normas).

OBS.: Os TC's de medição não operam como os TC's de proteção e vice-versa.

1) TC's de Medição:

* Classes de Exatidão: 0,3; 0,6; 1,2;

* TC: C;

* Potência (VA): 2,5; 5; 10; 25; 50; 100; 200.

2) TC's de Proteção (nova ABNT): a especificação de um TC de proteção é mais complexa pois envolve fenômenos transitórios que podem saturar o núcleo. Além disso, o fluxo remanescente após uma falta interrompida pode alterar o desempenho da proteção no que diz respeito à velocidade de atuação e à capacidade de religamento.

* Classes de Exatidão: 2,5; 10;

* Impedâncias: A (alta); B (baixa);

* Máxima Tensão no Secundário durante uma Falta F20 (V): 10; 20; 50; 100; 200; 400; 800.


28.4) Especificação da Corrente Primária Nominal (A):

* 5; 10; 15; 20; 25; 30; 40; 50; 60; 75; 100; 125; 150; 200; 250; 300; 400; 500; 600; 800; 1000; 1200; 1500; 2000; 3000; 4000; 5000; 6000; 8000.


28.5) Especificação da Corrente Secundária Nominal (A):

* 5 (ABNT) ou 1 (ANSI).


28.6) Corrente Térmica - Ith (A):

É a máxima corrente eficaz aplicada durante 1 s para levar o TC à temperatura limite.


28.7) Corrente Dinâmica - Is (A):

É a máxima corrente transitória (instantânea) para não danificar o TC mecanicamente.

OBS.: Is = 2,5Ith [A]


28.8) Fotografia de TC's:

Na Figura é apresentado um TC (em destaque).

Figura - Transformador de Corrente na SE São Roque-Ibiúna (pátio de 500 kV).

(fotografia tirada por mim, em visita técnica à Subestação de Ibiúna - SP, em 2004)


28.9) Exemplo Geral de Especificação de um TC:

TC 0,6C50 => classe de exatidão: 0,6; transformador de corrente (C); potência aparente: 50 kVA.